Pesquisar neste blogue comdeuseaverdadedeorobo

terça-feira, 30 de novembro de 2021

Bomba: Imprensa americano descobre ligação de Adélio Com Bolsonaro. assista ao vídeo.

 ADÉLIO VOLTA COM TUDO!

Paulo Câmara visita Surubim e outras quatro cidades da região a partir desta sexta-feira (3)

 


 30/11/2021
1

Paulo Câmara (PSB) estará em cinco cidades do Agreste Setentrional nos dias 3 e 4 de dezembro (Foto: Reprodução/ JC Imagem)

O Palácio do Campo das Princesas divulgou na manhã desta terça-feira (30) a agenda da visita do governador Paulo Câmara, aos municípios de Vertente do Lério, Surubim, Cumaru, Frei Miguelinho e Santa Maria do Cambucá. A programação começa na sexta-feira (3) e termina no sábado (4).

Entre as ações que serão anunciadas, estão a autorização de licitação das obras de acesso ao Distrito de Tambor, em Vertente do Lério, até o entroncamento da PE-106 e a continuação desta rodovia até à divisa com a Paraíba, a liberação de recursos para implantação da PE-083, ligando Surubim a Cumaru; a recuperação da PE-121 em Frei Miguelinho e o complemento da rodovia até o distrito de Patos, além da autorização da licitação para pavimentação do acesso ao Distrito de Pau Santo, em Santa Maria do Cambucá.

Ainda na área de infra-estrutura o governador assinará convênios para pavimentação em várias ruas em todos os municípios visitados, como também irá liberar recursos para a instalação de sistemas de abastecimento de água. Outras ações de destaque que serão anunciadas, conforme a programação divulgada, é a Reforma e Requalificação do Pátio da Feira de Surubim, orçada em R$ 3,5 milhões e a implantação do Novo Campus da UPE (Universidade de Pernambuco), no município.

As obras fazem parte do Plano Retomada, que é um conjunto de projetos para aquecer a economia do Estado, fortemente afetada pela pandemia de Covid-19. Confira a agenda completa do governador clicando aqui.

Do Correio do Agreste

Postado por Madalena França

Brasil registra dois casos da Variante ômicrom : porém são de um casal que chegou da África e ambos estão Isolados...

 



Da AGÊNCIA BRASIL
charlesnasci@yahoo.com.br

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou na tarde desta terça-feira (30) que serão enviadas para análise laboratorial as amostras de dois brasileiros que, em análise preliminar, apresentaram resultado positivo para a variante Ômicron do novo coronavírus. A testagem foi realizada pelo laboratório Albert Einstein.

O caso positivo investigado é de um passageiro vindo da África do Sul e que desembarcou no aeroporto internacional em Guarulhos, São Paulo, no dia 23. O passageiro portava resultado de RT-PCR negativo e ia voltar para o país africano no dia 25 e ia fazer novo teste, acompanhado de sua mulher, para poder embarcar. Nesse novo teste os dois testaram positivo para a covid-19 e foi feita a comunicação ao Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (CIEVS) de São Paulo.

O laboratório Albert Einstein fez o sequenciamento genético das amostras e notificou a Anvisa sobre os resultados positivos e informou hoje que tratava-se da nova variante. "Diante da identificação e testagem com resultado positivo para Covid-19, a Rede CIEVS, ligada ao Ministério da Saúde, deve monitorar casos de acordo com o sistema de vigilância vigente no Brasil, para avaliação das condições de saúde e direcionamento dos indivíduos aos serviços de atenção à saúde, bem como para adoção das medidas de prevenção e controle da covid-19", destacou a Anvisa em nota.
Postado por Madalena França

Lula garante com todas as letras: Se eleito acaba com a política dos combustíveis equiparada a cotação do dólar...

 

247 – O ponto mais importante da entrevista do ex-presidente Lula à Rádio Gaúcha, de Porto Alegre, foi a garantia de que ele mudará a política de preços da Petrobrás, adotada por Pedro Parente, no governo usurpador de Michel Temer, logo após o golpe de estado contra a ex-presidente Dilma Rousseff. Leia, abaixo, reportagem da Reuters: SÃO PAULO (Reuters) - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que lidera as pesquisas de intenção de voto para a eleição presidencial do ano que vem, disse nesta terça-feira que alteraria a atual política de preços da Petrobras e que a estatal deveria dar lucro ao povo brasileiro.

"Digo em alto e bom som: nós não vamos manter essa política de preços de aumento do gás e da gasolina que a Petrobras adotou por ter nivelado os preços pelo mercado internacional. Quem tem que lucrar com a Petrobras é o povo brasileiro", disse Lula em entrevista à Rádio Gaúcha. A política de preços da petroleira estatal, atrelada ao preço internacional do petróleo, tem levado a constantes aumentos dos combustíveis nas refinarias, que por sua vez se refletem no preço final ao consumidor na bomba. A alta dos preços dos combustíveis tem sido um dos principais fatores por trás da alta da inflação, que tem afetado a popularidade do presidente Jair Bolsonaro, que aparece nas pesquisas em uma distante segunda posição, atrás de Lula.

Do Portal 247

Postado por Madalena França

Barroso diz que teste de segurança não mostrou risco

 


O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou, hoje, o resultado dos testes de segurança feitos no sistema de urna eletrônica para as eleições de 2022. Os testes foram realizados durante seis dias e envolveram o trabalho de diversos especialistas em tecnologia da informação, que tentaram acessar o sistema das urnas, a fim de identificar possíveis falhas de segurança.

De acordo com o tribunal, foram encontradas cinco falhas – que deverão ser corrigidas até o dia do pleito, e que não são capazes de influenciar o resultado da eleição.

“Nenhum dos ataques conseguiu ser bem sucedido relativamente ao software da urna. [...] Ninguém conseguiu invadir o sistema e oferecer risco para o resultado das eleições", informou o presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso.

Ao todo, 26 investigadoras e investigadores inscritos colocaram em prática 29 planos de ataques ao sistema. Destes, 24 não conseguiram ultrapassar nenhuma barreira de segurança.

Previsto inicialmente para terminar na sexta-feira (26), o teste se estendeu até o sábado a pedido do grupo de investigadores da Polícia Federal. Pela primeira vez, a prorrogação foi prevista no edital, totalizando 6 dias de testes.

Ainda segundo Barroso, o ataque que produziu maior preocupação foi o da Polícia Federal. Mesmo nesse caso, não houve risco de que algum voto fosse alterado. “Eles conseguiram entrar dentro da rede do TSE, mas não conseguem chegar no sistema de votação. Ou seja, é um ataque importante que temos que encontrar mecanismos de bloquear, mas não é grave porque só consideramos grave o que tem a potencialidade de alterar o voto do eleitor. E nenhum teve essa potencialidade”, ressalvou.

Postado por Madalena França via Bolg do Magno Martins


Lyra: Com Bolsonaro no PL, Aliança entre Raquel e Anderson fica inviáve

 


Em entrevista à CBN Caruaru, hoje, o ex-governador João Lyra Neto falou sobre as possíveis composições para as eleições de 2022 e o impacto da entrada de Bolsonaro no PL na relação entre Raquel Lyra (PSDB), prefeita de Caruaru e pré-candidata ao Governo do Estado, e Anderson Ferreira (PL), prefeito de Jaboatão dos Guararapes. As informações são do blog Pernambuco Urgente.

Em relação à entrada de Jair Bolsonaro no PL, o ex-governador vê esse cenário como um fato importante, declarando haver uma impossibilidade política de continuação da aliança entre o PSDB e o PL, constatando que deverá ocorrer um outro alinhamento político com outros partidos que já declararam apoio ao Movimento Levanta Pernambuco. “Fica inviável, se Anderson continuar no partido, ele terá que votar em Bolsonaro. Raquel terá que fazer um novo alinhamento político para 2022”, disse Lyra.

Madalena França via Magno Martins


Vária Cidades Nordestinas Cancelaram a festa da Virada, o Prefeito João Campos de Recife ainda não se pronunciou...

 

Só falta Recife – O prefeito João Campos (PSB) não terá como promover festas de fim de ano. A prefeitura de Salvador confirmou, ontem, que não terá festa de Réveillon neste ano no município. Além da cidade, o governo do Ceará já havia anunciado, sexta-feira passada, que estariam proibidos grandes eventos de Réveillon no Estado. Já a prefeitura de Belo Horizonte disse que “não planejou comemoração de Réveillon para a virada de ano”. Cidades como São Paulo e Rio de Janeiro continuam com suas programações de festa de fim de ano. E aí, João? Vai manter?

Decisão sensata – Segundo o prefeito da capital baiana, Bruno Reis (DEM), mesmo com o avanço da vacinação, o cenário de incertezas no momento por causa da pandemia levou à conclusão de que não há como realizar o Festival da Virada Salvador este ano com segurança sanitária para as pessoas. O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), também justificou que a decisão de não realizar grandes festas de Réveillon é de “absoluta prudência, responsabilidade e respeito de forma prioritária à vida dos nossos irmãos e irmãs cearenses. Estamos vencendo essa pandemia e não descansaremos enquanto não vacinarmos todos os cearenses”, afirmou.

Ceará não relaxa – O prefeito de Fortaleza, José Sarto (PDT), se manifestou em sua página no Twitter sobre a festa de Réveillon na capital cearense. “A Prefeitura não fará o evento público neste ano. Até chegamos a considerar a possibilidade de realizar nossa tradicional festa da virada, se a situação permitisse. Mas não podemos relaxar, sob pena de colocarmos todo trabalho feito até aqui a perder. O cenário internacional é preocupante. E estamos em alerta”, disse Sarto. Bruno Reis disse que Salvador tem 91% de pessoas vacinadas acima de 12 anos com a 1ª dose e 81% com segunda dose acima de 18 anos. No Ceará, 74% dos maiores de 12 anos receberam duas doses da vacina e 87,4%, a 1ª dose.( Da Coluna do Magno Martins)

Postado por Madalena França

Aprovado no Congresso Teto para "orçamento Secreto" ,as chamadas emendas do relator...

 Postado por Madalena França

O Congresso aprovou nesta segunda-feira (29) um projeto de resolução que cria regras para execução das emendas de relator – conhecidas como “orçamento secreto” – e propõe a adoção de um limite de valor para essas emendas.

O placar entre os deputados foi de 268 votos favoráveis e 31 contrários. No Senado, a votação foi apertada e o texto passou por 34 votos a 32. O texto vai à promulgação.

As sessões do Congresso costumam ser conjuntas, mas em razão da pandemia do novo coronavírus, deputados e senadores têm votado em reuniões separadas, primeiro na Câmara e depois no Senado.

Pelas regras atuais, não há limite para o valor dessas emendas e não é possível identificar o parlamentar que solicitou os gastos. Esse dinheiro também não é dividido igualmente entre os deputados e senadores, o que fere o princípio da impessoalidade.

Até 2019, as emendas de relator eram usadas para correções pontuais no orçamento, com valores bem menores. Contudo, a partir do Orçamento de 2020, o Congresso aprovou alterações no padrão da sua execução e criou uma rubrica específica para esses recursos. Com isso, o montante saltou para uma previsão de R$ 30 bilhões nos últimos anos.

Segundo o projeto aprovado, o valor das emendas de relator não poderá ultrapassar a soma das chamadas emendas individuais e de bancada. Em 2021, essas emendas foram, respectivamente, de R$ 9,6 bilhões e R$ 7,3 bilhões. Se valesse para esse ano, o teto para as emendas de relator seria de R$ 16,9 bilhões – valor que, de fato, corresponde à dotação atual deste tipo de recurso. Leia íntegra da reportagem no g1.

Bom dia no amor de Jesus e Maria...

 



Bem aventurado todo aquele que ama a mãe de Jesus. Salve oh Maria , aquela que nos deu o Deus feito homem para nos salvar.
A bênção oh Mãe de Deus. Viva Nossa Senhora! Viva Jesus Cristo! Viva o Povo de Orobó! que feliz e com fé celebra as bênçãos desses dia Santos de Oração e Paz!
Uma feliz terça-feira no amor de Jesus e Maria.
Bom Dia povo de Deus!
Por Madalena França.


segunda-feira, 29 de novembro de 2021

De ruim para pior ainda

 


A pesquisa Atlas Político, publicada agora há pouco pela edição brasileira do El Pais deveria estar tocando todas as sirenes de alerta no Palácio do Planalto.

Pela primeira vez, o número dos que consideram “ótimo” ou “bom” o governo Bolsonaro caiu abaixo de 20% e é superado até pelos que o consideram “regular”.

Noutra nuance, o desempenho pessoal do ex-capitão também cai abaixo de 30% (29%) pela primeira vez, ficando abaixo mesmo dos piores índices registrados no início da pandemia, onde a inação do governo ainda conservava um terço de aprovação.

Números assim, claro, vão logo ser refletidos nas pesquisas sobre intenção de voto presidencial, com dois efeitos.

Um, o aumento da voracidade dos ex-bolsonaristas, que se atiram ao desafio de abocanhar inteiro o governo do qual só tinham uma parte e a perderam. O quanto conseguirão, carregando o fardo de terem sido também autores deste desastre, é outra história.

Outro, a dissolução do argumento, a todo tempo falso, de que a “polarização com Lula” seria um risco a nova vitória de Bolsonaro.

Fica evidente que não há – nem houve – esta preocupação nas candidaturas da dita 3ª via.

Quanto maior o desastre, maior a busca pela segurança do que é conhecido e sólido, não promessa de campanha.

Por isso, preparem-se para ver as baterias da mídia se voltarem contra o ex-presidente, à medida em que considerarem Bolsonaro descartado da disputa.

Mas ele não está, ainda, e conta com arsenal mais poderoso que a simples “caneta Bic”.

E a maior delas é apontar aqueles adversários como agentes de sua eleição e integrantes de seu governo.

E, sobre Moro, especialmente, talvez venhamos a saber mais de seus contatos quando ainda juiz com o comando da campanha de Bolsonaro.

Da lama, ninguém sai limpinho e cheiroso.

 

A Fome Vota?

 

(Fernando Brito)

Postado por Madalena França

Mariana Agunzi e Karime Xavier, na Folha, e Felipe Pereira, com fotos de André Porto, no TAB/Uol, na contramão do economês, mostram como a fome está gritando enquanto nos círculos do poder se discute tetos e orçamentos.

Mariana escreve sobre como nos bairros periféricos de São Paulo – sim, fala-se de São Paulo, não de um cafundó remoto do Brasil – pessoas pobres estão transformando em rotina, a única possível, comer o que vai para o lixo.

Maria Lúcia Monteiro, 59, moradora do Jardim Papai Noel, come com doações e restos de lixo:
“Quando eu acho feijão ou arroz no lixo, eu trago para comer. Ontem encontrei mortadela mofada; raspei, fritei e comi. Tem coisa no lixo que tem até bicho”.
“Já aconteceu de eu comer lixo e passar mal, mas agora é mais difícil. O organismo já está acostumado”, diz Tiago de Santana.

Felipe vai aos postos de Saúde da mesma periferia, e ouve médicos e médicas relatarem de que doença padecem muitos de seus pacientes: fome.

Relato sobre relato, somam-se histórias dramáticas até de grávidas que não comiam havia dois dias.

Médica da UBS Jardim Campinas, também na região sul da capital, Daniela Silvestre viu entrar em seu consultório, em junho, uma grávida de 30 anos que cambaleava. Olhos fundos, boca seca e muita magreza. Ela perguntou se a paciente usara drogas ou se havia bebido. Arregalou os olhos com a resposta da mulher. “Não. Você não tem nada para eu comer? Eu preciso comer.”

Se na economia estamos na base de tetos e PECs, na política, os agentes mais importantes ficam nas discussões de um moralismo mais do que falso, porque carregado de segredos e ambições, nas beiradas das metrópoles, o que ronca é a barriga e, mesmo para quem tem algo dentro dela, dói nos olhos.

Essas cenas irão para a campanha eleitoral e não faltará aos indiferentes rotulá-las de demagogia.

É bom lembrar, porém, que a fome vota.

Justiça cassa chapa de vereadores do Avante no Recife

 


A Justiça Eleitoral de Pernambuco cassou o mandato dos vereadores do Recife Fabiano Ferraz e Dílson Batista, ambos do Avante. Os parlamentares tiveram seus votos considerados nulos, bem como os de toda a chapa. As informações são do Blog do Elielson.

No processo, foi constatada uma fraude em uma candidatura feminina, o que acabou pesando para a decisão. Caso o TRE referende a decisão, os mandatos serão assumidos pelos atuais suplentes Alberisson Carlos e Gilberto Alves. A decisão ainda cabe recurso ao Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco.

Postado por Madalena França.

PEC pode gerar bola de neve de R$ 850 bi em precatórios

 


A Instituição Fiscal Independente (IFI), órgão vinculado ao Senado, divulgou um cálculo, hoje, segundo o qual a PEC dos Precatórios pode gerar uma "bola de neve" de R$ 850 bilhões em precatórios não pagos até 2026.

Precatórios são dívidas da União reconhecidas pela Justiça. Em agosto, o governo enviou ao Congresso Nacional uma proposta de emenda à Constituição (PEC) que limita o pagamento anual dessas dívidas. A versão em discussão também muda o período de inflação a ser considerado no teto de gastos. O texto já passou pela Câmara dos Deputados e está em discussão no Senado.

A PEC dos Precatórios é a principal aposta do governo federal para bancar o programa social Auxílio Brasil. Segundo cálculos da equipe econômica, se aprovada, a PEC deve abrir espaço superior a R$ 106 bilhões no orçamento.

"Não se sabe, até o momento, o tratamento a ser dado aos precatórios não expedidos. O risco é a criação de uma espécie de 'limbo', em que o precatório não existiria (já que não terá sido expedido), mas, sob o aspecto econômico, representaria uma dívida para a União", afirma a IFI.

O valor de precatórios a ser pago em 2022, por exemplo, cairia de R$ 89,1 bilhões para R$ 43,7 bilhões, e a diferença, de R$ 45,4 bilhões, seria postergada (virando uma dívida do governo) ou paga somente por meio de um "encontro de contas". Caso os credores tenham alguma dívida com o governo, por exemplo, poderiam usar esse crédito dos precatórios.

Postado por Madalena França

Prefeito esclarece decreto sobre vacinação

 


Em entrevista ao Frente a Frente, o prefeito de Nazaré da Mata, Nino Nascimento (SD), deu explicações sobre o decreto que baixou hoje. Segundo ele, os servidores só terão acesso aos seus locais de trabalho mediante a apresentação do cartão de vacinação da Covid-19.

"Se ele não vai trabalhar porque não quer se vacinar, não receberá o salário por não cumprir sua obrigação trabalhista", disse. Se você deseja ouvir o programa pela internet, clique no botão Rádio acima ou baixe o aplicativo da Rede Nordeste de Rádio na play store.


Postado por Madalena França


Faleceu Vítima de Infarto o Vereador Moisés Ferreira de Frei Miguelinho...






 

Faleceu na manhã deste domingo 28.11, o vereador de Frei Miguelinho, Moisés Ferreira dos Santos ( Avante) , vítima de ataque do coração. O parlamentar ainda chegou a ser socorrido para o Hospital Mestre Vitalino, em Caruaru , mais não resistiu .O vereador tinha 63 anos , casado, natural da cidade de Santa Maria do Cambucá , nasceu no ano de 1958.

Sua trajetória política começou no PMDB quando foi candidato a vereador  no ano de 2004 mais não conseguiu ser eleito, no ano de 2008 venceu pela primeira vez pelo  PSB , em 2012 migrou para o PTC e venceu para o segundo mandato , no ano de 2016 voltou para o PSB e conseguiu chegar para o terceiro mandato. No ano de 2020 conquistou o quarto mandato como vereador de Frei Miguelinho pelo Avante.  Moisés dedicou a sua vida  por meio da política a ajudar o povo de Frei Miguelinho. 

Prefeita Adriana Assunção postou nota de pesar: 


É com profunda dor e consternação que recebi na manhã de hoje a notícia da morte do vereador Moisés Ferreira dos Santos.

Antes mesmo de político de elevada estirpe, Moisés era meu amigo particular e meu compadre.

Na política Moisés era um guerreiro e um trabalhador. Um vereador com serviços prestado em todos os cantos do Município.

Frei Miguelinho perde um dos seus mais ilustres filhos e por isso determinei a decretação de luto oficial por três dias, a partir da data de hoje.
D Casinhas Agreste
Postado por Madalena França

Aos familiares e amigos, os meus sinceros sentimentos.

Adriana Assunção - Prefeita de Frei Miguelinho

Abuso da ivermectina pode ser causa do surto de coceira em Pernambuco, segundo pesquisa




 "Se essa hipótese se confirmar, temos um problema enorme", diz especialista. O surto já atingiu 12 cidades de Pernambuco

Os sinais e sintomas mais comuns são lesões na pele e coceira - Foto: Dirceu Portugal/Estadão Conteúdo

Com informações do JC Online

Um estudo realizado pela Universidade Federal de Alagoas (UFAL) evidencia que o uso indiscriminado de ivermectina pode ser o responsável pelo surto de coceira registrado no Grande Recife, nos últimos dias. De acordo com o artigo, o abuso do remédio, que teve uso estimulado pelo Governo Federal, pode ter desenvolvido uma superresistência de um ácaro causador da sarna humana, também conhecida como escabiose.
Lesões e coceira
Em Pernambuco, já são 12 cidades com notificações de casos de lesões na pele que provocam coceira. A maior parte dos registros da doença, cuja causa ainda segue desconhecida, concentra-se no Recife: são 176 pessoas com "lesões cutâneas a esclarecer", em 35 bairros.

Ineficaz contra a covid-19
Comprovadamente ineficaz para o tratamento de pessoas com Covid-19, a ivermectina integrou o "Kit Covid", indicado por muitos médicos e planos de saúde, além do ministério da saúde.

Ivermectina pode ser causa do problema
Embora o surto ainda não tenha causa confirmada, a pesquisa da UFAL ressalta que o Sarcoptes scabiei, ácaro causador de sintomas similares aos registrados, pode ter desenvolvido resistência à ivermectina. Ainda são necessários mais testes e descarte de hipóteses sobre o que ocorre no estado para confirmação das questões levantadas no artigo, que é assinado pelos pesquisadores Sabrina Neves, Alfredo Oliveira-Filho e dos estudantes estudantes Lucas Bezerra e Natália Alves.

"Se essa hipótese se confirmar, temos um problema enorme, pois a doença poderia atingir qualquer população, e o que é pior, com dificuldade de tratamento", afirmou Sabrina Neves, pesquisadora do Instituto de Ciências Farmacêuticas (ICF), da UFAL, ao portal G1.

"O nosso artigo lança a hipótese de que poderíamos ter problemas com surtos de escabiose resistente, por conta do uso irracional da ivermectina. O surto está configurado, pois está havendo um aumento rápido de casos de lesões de pele com coceira e outros sintomas", continuou ela
Do Blog Casinhas Agreste
Postado por Madalena França

A nova guerra midiática contra Lula já começou, por Milton Alves

A nova guerra midiática contra Lula já começou, por Milton Alves


Por Milton Alves*

O ex-presidente Lula é o alvo, novamente, de uma agressiva campanha dos órgãos da mídia oligopolizada e corporativa — Rede Globo, Folha de São Paulo, Estadão, TV Record, entre outros –, que iniciaram uma ação coordenada para desconstruir a imagem e lançar falsas acusações contra o líder petista. É uma operação que utiliza, de forma intencional e perversa, fragmentos de falas fora do contexto das entrevistas de Lula, das lideranças do PT e de documentos partidários.

O fato detonador da nova campanha de ataques teve origem na Espanha, com uma entrevista de Lula ao jornal El País. Perguntado sobre os resultados eleitorais da Nicarágua e a controversa reeleição do presidente Daniel Ortega, Lula teria comparado o líder do país centro-americano com a política alemã Angela Merkel e manifestado apoio à recondução do dirigente nicaraguense para um novo mandato — um recorte falso e mutilado da declaração do ex-presidente.

A versão apresentada ao grande público pela mídia corporativa alimentou o noticiário durante dias, debates em programas de TV, editoriais e artigos de diversos colunistas políticos dos jornais no Brasil e no exterior — e todos em coro bradando contra um pretenso desprezo e a falta de compromisso do ex-presidente Lula com a democracia.

O episódio é revelador da prática do “jornalismo de guerra” adotado pela imprensa corporativa contra Lula, que lidera com folga as atuais pesquisas eleitorais para a disputa presidencial de 2022.

Em outubro, a TV Record divulgou um factoide plantado pela extrema direita espanhola sobre as ligações de Lula e do PT com o narcotráfico, a fake news tinha como base supostas delações do ex-chefe da inteligência venezuelana, Hugo Carvajal (El Pollo), preso ilegalmente na Espanha e ameaçado de extradição para os Estados Unidos. Nada comprovado, mas a mentira foi difundida amplamente em diversos meios impressos e plataformas digitais.Em agosto, uma declaração de Lula sobre a necessidade da criação de mecanismos de regulação institucional e de democratização da mídia foi objeto de manipulação dos jornalões e da Rede Globo, carimbando o ex-presidente como defensor da censura e de medidas contra a liberdade de imprensa. Aliás, na ocasião, o petista indicou o modelo britânico como uma referência de política pública sobre os “Meios”.

O Manchetômetro, publicação produzida pelo Laboratório de Estudos da Mídia e Esfera Pública, especializado no acompanhamento das edições diárias dos jornais impressos e das plataformas digitais de notícias, tem registrado uma cobertura parcial no trato das manifestações políticas do ex-presidente Lula.

O padrão e a técnica do “jornalismo de guerra” segue o mesmo roteiro da cobertura da operação Lava Jato. É uma modalidade que abusa da edição parcializada de conteúdos, que produz à exaustão notícias falsas, acusações infundadas, com origem muitas vezes em fontes não reveladas e obscuras — o recurso do impulsionamento nas plataformas digitais complementa a operação.

A nova e sistemática campanha midiática contra Lula, além da tentativa de desconstrução de imagem, busca abrir espaço para uma candidatura da chamada terceira via, que tem a adesão das empresas e bancos que financiam as cadeias de jornais, TV, rádio e meios digitais, controlado por um reduzido grupo de bilionárias famílias.

Nesse sentido, é fundamental uma combativa resposta política do PT, a mobilização militante nas redes e plataformas digitais, a criação de uma rede de comunicadores populares nas periferias e no interior do país. Ou seja, organizar um enfrentamento político e tecnológico contra a nova e odiosa campanha de mentiras e preconceitos contra o ex-presidente Lula.

As últimas eleições presidenciais nos Estados Unidos demonstraram um áspero e violento embate político no front das comunicações, envolvendo as mídias tradicionais e as plataformas digitais. Tudo indica que aqui não vai ser diferente. Lula e o Partido dos Trabalhadores (PT) vencerão o bolsonarismo e seu irmão siamês, o lavajatismo, mas não existe um caminho suave até 2022. É preciso estar atento e forte.

*Milton Alves é ativista político e social. Autor dos livros ‘A Política Além da Notícia e a Guerra Declarada Contra Lula e o PT’ (2019), ‘A Saída é pela Esquerda’ (2020) e de ‘Lava Jato, uma conspiração contra o Brasil’ (2021) – todos pela Kotter Editorial. Escreve semanalmente em diversas mídias progressistas e de esquerda.

Postado por Madalena França