Pesquisar neste blogue comdeuseaverdadedeorobo

sexta-feira, 30 de junho de 2023

Ana Xavier assume gestão da GRE Vale do Capibaribe

 



A professora Ana Maria Xavier de Melo Santos foi designada pela governadora Raquel Lyra (PSDB) para exercer a função de gerente da Gerência Regional de Educação (GRE) Vale do Capibaribe. Sediada em Limoeiro, a unidade educacional responde por 16 municípios do Agreste Setentrional. O ato consta na edição desta sexta (30) do Diário Oficial do Estado (DOE). Ana foi escolhida por meio de processo de seleção interna promovido pela Secretaria Estadual de Educação e Esportes (SEE)

 

De acordo com a SEE, seis servidores de carreira do Governo do Estado concorreram à vaga de gerente da GRE Vale do Capibaribe. A seleção ocorreu em duas etapas. Na primeira, houve avaliação curricular (titulação e experiência profissional), enquanto, na segunda, teve entrevista e apresentação do Projeto de Atuação Profissional. Os três primeiros classificados formaram uma lista tríplice, a qual foi encaminhada para escolha, exclusiva, da governadora. 

 

Ana Xavier substitui Edjane Ribeiro, que estava no cargo há 16 anos. No currículo, a educadora limoeirense, que tem graduação em Pedagogia (UFPE); especializações em Psicopedagogia (UPE), Gestão Escolar (UFPE) e Gestão Pública Municipal (UFRPE); e mestrado em Educação (UFPE), registra passagem, como gestora, por várias instituições, entre elas, diretora da Escola Professora Jandira de Andrade Lima (CERu Limoeiro), gerente da GRE Mata Centro (Vitória de Santo Antão) e secretária de Educação e Esportes de Limoeiro.

 

Ana também atuou como Avaliadora Educacional da Plataforma +PNE - Ação de Gestão da Articulação com os Sistemas de Ensino (MEC); e acompanhou a implementação do Novo Ensino Médio em Alagoas pela Organização de Estados Ibero-americanos para Educação, Ciências e Cultura. Atualmente é professora em função de apoio pedagógico na EREF Ginásio Arthur Correia de Oliveira técnica em Educação na Secretaria de Educação e Esportes Limoeiro.(Blog do Agreste)

Faltam 2 votos mas por maioria Bolsonaro já está inelegível até 2030...

 



O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) formou maioria pela condenação e consequente inelegibilidade do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), hoje. O julgamento foi retomado com o voto da ministra Cármen Lúcia. Antes da leitura de uma síntese do voto, a ministra adiantou que se manifesta pela condenação de Bolsonaro.

Dessa forma, o placar ficou em 4 a 1 contra o ex-presidente. Esta é a quarta sessão para análise do caso. Ainda faltam os votos dos ministros Nunes Marques e Alexandre de Moraes, presidente da Corte.

Postado por Madalena França

Brasil cria 155 mil vagas com carteira assinada em maio

 


A economia brasileira gerou 155,27 mil postos de trabalho com carteira assinada em maio, informou nesta quinta-feira (29) o Ministério do Trabalho.


O número veio abaixo do registrado no mesmo mês do ano passado, quando foram criadas 277,7 mil vagas formais. 


O dado consta no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) e representa o saldo líquido (contratações menos demissões) da geração de empregos formais.

 


Nos cinco primeiros meses do governo de Luiz Inácio Lula da Silva, foram gerados 865,3 mil empregos. O saldo positivo é também resultado da diferença entre demissões e contratações.


Por Agência O Globo | Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Postado por Madalena França

Caixa conclui pagamento de parcela do Bolsa Família de junho

 


A Caixa Econômica Federal conclui nesta sexta-feira (30) o pagamento da parcela de junho do novo Bolsa Família. Recebem hoje os beneficiários com Número de Inscrição Social (NIS) de final 0. Essa foi a primeira parcela com o novo adicional de R$ 50 a famílias com gestantes e filhos de 7 a 18 anos.



Desde março, o Bolsa Família paga outro adicional, de R$ 150 a famílias com crianças de até 6 anos. Dessa forma, o valor total do benefício poderá chegar a R$ 900 para quem cumpre os requisitos para receber os dois adicionais.


O valor mínimo corresponde a R$ 600, mas, com o novo adicional, o valor médio do benefício sobe para R$ 705,40, o maior da história do programa. Segundo o Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, neste mês o programa de transferência de renda do Governo Federal alcançou 21,2 milhões de famílias, com um gasto de R$ 14,97 bilhões.


Desde o início do ano, o programa social voltou a se chamar Bolsa Família. O valor mínimo de R$ 600 foi garantido após a aprovação da Emenda Constitucional da Transição, que permitiu o gasto de até R$ 145 bilhões fora do teto de gastos neste ano, dos quais R$ 70 bilhões estão destinados a custear o benefício.



O pagamento do adicional de R$ 150 começou em março, após o governo fazer um pente-fino no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) para eliminar fraudes. Segundo o balanço mais recente, divulgado em abril, cerca de 2,7 milhões de indivíduos com inconsistências no cadastro tiveram o benefício cortado.

O Paraiso e o inferno: melhores e piores lugares para se viver...

 



O paraíso e o inferno

Um levantamento inédito do Brasil em Mapas, com base em dados do Atlas do Desenvolvimento Humano-PNDU, aponta quais os melhores Estados e Cidades para se viver no Brasil, assim como também o outro lado da moeda, os piores. São Paulo ganha disparado entre as de altíssima qualidade de vida, seguida por Santa Catarina e o Distrito Federal.

Por ordem, aparecem também Paraná, Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul, Rio de Janeiro, Goiás e Minas Gerais. Nesta classificação, o Nordeste ficou de fora. Na outra faceta, dos ruins, no Nordeste aparecem liderando Alagoas, Maranhão e Piauí. Numa posição intermediária, Bahia, Paraíba e Pernambuco. Seguem-se o Ceará, Sergipe e Pará.

Muitas pessoas sonham em saírem de onde estão para começarem a vida do zero. Entretanto, encontrar cidades cujo custo devido não seja tão alto pode ser um desafio, mesmo que não seja uma tarefa impossível. O ideal é ter em mente quais as características dos locais em que você quer viver e, claro, quanto está disposto a gastar.

Nesta classificação, a ordem é a seguinte: Feira de Santana, na Bahia; Caruaru, em Pernambuco; Campina Grande, na Paraíba; Goiânia, em Goiás; Uberlândia, em Minas Gerais e João Pessoa, na Paraíba. Já as cidades que mais geram emprego, a ordem é a seguinte: São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, Fortaleza, Goiânia, Salvador, Curitiba, Manaus e Recife.

Os rankings levaram em consideração alguns dados de instituições como o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Foram avaliadas as condições de saúde, educação, desigualdade e oportunidades de renda. Os estados que passaram por um processo de industrialização possuem uma maior tendência às primeiras posições do ranking. Este processo também se reflete nas capitais do país, naturalmente. Outro ponto que deve ser levado em consideração é a distribuição de renda. Os locais com maior concentração de renda tendem a ter uma posição mais baixa no ranking.

Faltam investimentos – Se o Brasil é um país tão rico e ao mesmo tempo tão pobre, por que tantas desigualdades? Segundo o estudo, isso se dá porque existem poucos investimentos públicos e privados nos Estados do Norte e Nordeste, o que contribui para o disparate econômico entre os entes da Federação. Além do mais, o processo de industrialização do País ocorreu principalmente entre os entes da região Sudeste. O Distrito Federal, que aparece no segundo lugar da lista de melhores locais, é onde está localizada a capital do país, Brasília. Portanto, é natural que fique em uma boa colocação no ranking.(da coluna do magno Martins)

Postado por Madalena França

CNM desconfia de números e exige do IBGE novo censo em 2025




 Por Magno Martins – exclusivo para a Folha de Pernambuco

A Confederação Nacional de Municípios (CNM) recebeu com desconfiança o censo do IBGE. Segundo o presidente da entidade, Paulo Ziulkoski, os dados não representam com fidedignidade a realidade do País e impacta diretamente nos recursos transferidos aos Entes locais, especialmente em relação ao Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e a diversos programas federais que consideram o porte populacional.

O censo apontou uma redução de aproximadamente 4 milhões de habitantes frente à prévia do Censo divulgada no final de dezembro de 2022 e 10 milhões em relação às estimativas populacionais divulgadas em 2021. “Desvios muito acentuados entre a população estimada e a efetiva, conforme se mostrou neste Censo, apontam para erros de estimativas com sérias consequências para a gestão municipal”, diz ele.

Por entender a relevância dessa radiografia para o país, a Confederação, segundo ele, vai atuar junto ao Congresso Nacional e ao Executivo para que uma nova contagem populacional seja realizada já em 2025 a fim de levantar dados efetivos e corrigir as distorções decorrentes do levantamento.

“A Lei 8.184/1991, em seu art. 1°, determina que o Censo Demográfico deve ser realizado a cada dez anos. Já a contagem populacional é realizada a cada cinco anos com o objetivo principal de atualizar as estimativas populacionais de cada Município, mas não foi feita em 2015. Além da não realização desses levantamentos, o Censo Demográfico teve atrasos e intercorrências graves decorrentes da falta de verbas e estrutura destinadas à sua realização”, disse Ziulkoski.

Diante disso, a CNM acompanhou com atenção e preocupação os inúmeros relatos de gestores municipais sobre problemas enfrentados na ponta durante a coleta, a exemplo da dispersão dos recenseadores, que tiveram salários pagos com atraso, da falta de qualificação de pessoal e estrutura do IBGE, e de outros problemas na coleta, e que foram refletidos nos resultados previamente divulgados pelo IBGE no final de 2022.

Pela análise da CNM, 770 Municípios vão ter perdas de coeficiente do FPM; 4.523 se mantiveram estáveis; e 249 irão ganhar. Aproximadamente 61% dos Municípios dos Estados do Amazonas e de Rondônia perderam coeficientes, seguido dos Municípios do Amapá (33%), do Pará (33%) e de Alagoas (32%). Quando se analisam os dados por Região, 29% dos Municípios do Norte perderam coeficientes, enquanto o percentual para o Nordeste é 18%; para o Centro Oeste e Sudeste, 11%; e para o Sul, 8%.

Outro ponto levantado pela CNM se refere à imputação da população (que se refere à técnica para elevar a população nas cidades em que foram observados problemas de coleta). Do total de 203 milhões de habitantes, 195 milhões foram obtidos a partir da coleta de população e 8 milhões acrescidos a partir de estimativas de imputação. “A agregação dos percentuais de população imputada indica que os maiores esforços do IBGE ocorreram em São Paulo (quase 6% da população total). Também estão acima da média as cidades localizadas em Mato Grosso, Paraná, Rio de Janeiro e Mato Grosso do Sul. No outro extremo, Paraíba e Roraima apresentaram imputações inferiores a 1% da população total”, disse o líder do municipalismo.

Preocupada com as fragilidades que a estimativa a partir dos dados preliminares do Censo 2022 já apontava, a CNM apresentou proposta, sancionada e transformada na Lei Complementar 198/2023, que beneficiará imediatamente 1.019 cidades.

“O texto mitiga as perdas imediatas dos Municípios que tiveram queda de coeficiente e repassa os ganhos para aqueles que aumentaram de faixa populacional ainda em 2023, com a obrigatoriedade de publicação de nova decisão do Tribunal de Contas da União em dez dias. A CNM também atua como amicus curiae nas ADPFs 1042 e 1043, que discutem aspectos de constitucionalidade da Decisão Normativa do TCU editada com base na contagem populacional parcial e estimativas do IBGE”, disse Paulo Ziulkoski.

Postado por Madalena França

Faltando Mais de um ano para eleições Machados está pegando fogo, Pré- candidato Chama Juarez de Incompetente, irresponsável e incapaz

 

 Não tenho conhecimento de Causa para avaliar a administração de Machados, mas sou da opinião que esse não é um bom começo, um oposição querer entrar na competição com baixaria. São muitos adjetivos pejorativos para se atribuir a um governante sem explicar o porquê. Pelo que sei o Prefeito de Machados pelo menos pagou o Piso dos professores, enquanto cidades que dizem ter prefeitos com boa aprovação  não pagaram. Quem tem serviço a mostrar não precisa atingir o outro com xingamentos, é melhor provar ser mais eficiente. Veja o que disse Gustavo sobre o Prefeito Juarez:


O empresário Gustavo Plácido classificou o atual prefeito de Machados, Juarez Rodrigues (Avante), de irresponsável, incompetente e incapaz. A declaração foi feita nessa quinta (29) num vídeo postado nas redes sociais. Antes das citações, ele revelou que foi perguntado durante as festividades em comemoração a São Pedro se concordava que o atual gestor machadense seria um homem de coração ruim e cheio de maldade. “Eu respondi não. Não concordo com isso”, disse Gustavo.

 

No contraponto, o empresário, que é pré-candidato a prefeito, mostrou a insatisfação dele com a condução da prefeitura. “Muito triste pela forma como a cidade vem sendo conduzida. A verdade precisa ser dita: nosso atual gestor é irresponsável, incompetente e incapaz. Ele não consegue gerar benefícios para sociedade. Ele não consegue gerar emprego. A boa notícia é: falta um ano e meio. Iremos tirar dessa cadeira, porque você (Juarez) não merece ela”, pontuou Plácido.

 

Ainda no vídeo (clique e confira), o empresário afirma que a cidade merece e pode mais. “Daqui a um ano e seis meses, eu colocarei Machados no rumo do progresso, no rumo da paz e da prosperidade”, declarou. “Sigam firmes. Resista minha amada Machados. Novos tempos estão por vir”, completou. Irmão do ex-prefeito Cido Plácido, Gustavo aparece como um dos nomes para disputar o cargo de prefeito no próximo ano pelo campo das oposições.

 

Ex-aliados – As falas de que Juarez Rodrigues seria uma pessoa possuída pelo mal, que só pensa coisa ruim, que não tem consideração por ninguém e que tem todo mal no coração foram ditas, recentemente, pelo ex-prefeito de Machados, Argemiro Pimentel (PSB), durante entrevista concedida à Rádio Integração FM. Rodrigues esteve como vice-prefeito de Pimentel durante oito anos, além de ter sido o nome apresentado para sucessão. Após alguns meses da gestão dele veio o rompimento político e pessoal. Fonte: Blog do agreste

Postado por Madalena França

Sonda-me ,Senhor...

 


quarta-feira, 28 de junho de 2023

População de Orobó (PE) é de 21.808 pessoas, aponta o Censo do IBGE

 

O IBGE divulgou nesta quarta-feira (28) os primeiros resultados do Censo Demográfico de 2022. Confira os números da sua cidade.


Segundo o IBGE Orobó encolheu de 2010 para cá.
A população da cidade de Orobó (PE) chegou a 21.808 pessoas no Censo de 
2022, o que representa uma queda de -4,68% em comparação com o Censo 
de 2010. Os resultados foram divulgados nesta quarta-feira (28) pelo Instituto
 Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).Fonte G1

Analisando: O que teria contribuído para Orobó encolher ?A Terra de Nossa 
Senhora da Conceição não é mais a mesma. O Povo feliz virou um povo
 oprimido. Sem trabalho e sem perspectiva de vida, o povo muda. Bate asas e
 voa. As pessoas vão procurar um lugar onde possa viver mais feliz. Orobó já foi
 bom para se viver. Hoje a população não tem segurança, toda hora se sabe de 
assaltos, roubo de motos, ataque nos sítios aos aposentados. Os filhos que moram 
fora, vem buscar os pais. Outro fator é o desemprego. A falta de oportunidade, faz
 os jovens migrarem o mais cedo possível, em busca de melhoria de vida. O
 desencanto com o sistema administrativo, a falta de Justiça, fez de Orobó o
 lugar  onde falta verdade, sobra hipocrisia, corrupção e impunidade.
  Sob um regime autoritário o povo já vive mais de uma 
década. Esse conjunto de problemas desanimou a população. 
Eu mesma por muitas vezes ,já pensei em me mandar daqui,
recomeçar minha vida em outro lugar. E se continuar nesse descaso, vai sobrar 
poucos no próximo IBGE daqui a 10 anos. Orobó está no fundo do poço. Falta
 saúde, educação, segurança, emprego e impera a impunidade. Quantas 
pessoas vão querer continuar vivendo assim ?Quando uma sociedade não 
sabe escolher seus governantes tudo afunda e na sarjeta, a tendência é diminuir a
 população

Por Madalena França

O Desmonte da Educação em PE: 30 deputados pernambucanos ajudaram a Raquel prejudicar diretamente mais de 50 mil profissionais...

 As Redes Sociais se enchem de queixas, e lamentos. Mas ninguém chega a ALEPE sozinho. O Povo colocou lá 30 "inimigos da Educação". Muitos professores oroboenses decepcionados com Chaparral, pois foi um deles a votar contra os professores. Perguntar não ofende: É inocência, alienação, ou é burrice mesmo ? Ora! Quem não limpa e arruma a sua casa vai arrumar a dos outros ? Se Chaparral manda em Orobó e está 6 meses atrasado com o reajuste de 2023, devendo 6 parcelas de 2022,  na casa dele, alguém esperava que ele fosse a favor do Piso em Pernambuco ? 

A diferença é que em Orobó tem um agravante: Ele já vem desmontando o PCCR, junto com 7 vereadores desde 2016, pois sempre teve maioria na Câmara . Por ter tirado quase tudo, o professor de Orobó que não tem mestrado está abaixo do Piso. Mesmo equiparando todo mundo. Onde o Piso virou Teto , um professor com doutorado vai receber o mesmo de que quem tinha o antigo Magistério, o que é uma aberração, Orobó ultrapassa o Fundo do Poço, pois nem o Piso Nacional está pagando. Isto configura-se improbidade e leva a perca de mandato.

O aumento é de 14,95%. Quem  tem só licenciatura tem apenas 05% a mais, no caso está perdendo 9,95 desse salário base; Quem tem especialização tem 10%, está perdendo 4,95, apenas quem tem mestrado encosta no Piso. Orobó tem a situação mais feia do Nordeste por não cumprir nem a lei Nacional! Aqui não estou falando de Carreira. Essa nós começamos a perder pouco a pouco, desde que Chaparral entrou no poder. Eu avisei aos Professores de Casinhas, eles não acreditaram e também estão sofrendo as mesmas consequências com a esposa Juliana de Chaparral. Já estou avisando aos professores de Surubim, onde ele está de olho na Prefeitura. Comecem a rezar! Mas não apenas reze, aja, lute, seja cabo eleitoral contra essa doença maligna de ódio pelos educadores que se espalhou por Pernambuco. Chaparral não está sozinho! Com ele havia mais 29 inimigos e essa governadora que foi prefeita de Caruaru e os professores sofreram na sua gestão. Por que ela faria diferente em Pernambuco?  Com meu voto ela jamais chegaria lá.

Uma sugestão é  juntar professores do estado e dos municípios fazer uma Marcha à Brasília para pedir ajuda ao Ministro da Educação e ao Presidente Lula. Nós não podemos ver o partido dos Trabalhadores no topo do governo, enquanto se esfacela todos os direitos adquiridos dos trabalhadores em Educação No Estado de PE e em alguns municípios!

É preciso que o Congresso e o Senado crie e aprove uma lei onde o dinheiro  saia Direto do FUNDEB para a conta do Professor, como é feito com o salário mínimo, com o bolsa família. Os Municípios que prestem conta dos 25% que eles tem que contribuir ao MEC. Enquanto isso não for feito, prefeitos e governadores de má fé levam vantagem ,deitam e rolam com o dinheiro dos professores.  Nós estamos cercados de inimigos da Educação por todos os lados, inclusive na própria classe que parte fazem conluio e participam das fraudes como é o caso de Santana Aguiar , Secretária de Educação e sua tropa, Sem o aval delas seria impossível roubar o FUNDEB.

Tem deputado que é filho de professora do estado e votou contra mãe. Bem que se diz, que por poder os diabólicos entregam até a mãe ao inimigo. Credo!










Por Madalena França

O segredo é nunca se afastar de Deus...

 


terça-feira, 27 de junho de 2023

Com Raquel educação se afundará em PE: Derrota para mais de 50 mil profissionais da Educação do estado...

 Com 30 votos favoráveis e 15 contrários, o plenário da Alepe aprovou, há pouco, o Projeto de Lei Complementar 712/2023, enviado em maio pela governadora Raquel Lyra (PSDB), que exclui mais de 50 mil profissionais da educação de receber a atualização de 14,95% referente ao Piso Nacional do Magistério.

Cada povo tem o governo que merece. Raquel tratou com desprezo os professores de Caruaru enquanto era a prefeita daquela municipalidade. Na época de sua campanha os professores divulgaram uma carta aberta explicando seu autoritarismo e descaso com a Educação. Mas mesmo assim o povo a elegeu. Agora ver a Educação definhar, na falta de fardamento novo, a péssima qualidade da merenda e por fim o salário dos professores. Uma sociedade que despreza a Educação é um povo doente e sem perspectiva de desenvolvimento.

Com essa governadora Pernambuco não vai vai a lugar nenhum. Completo retrocesso. Quanto aos 30 parlamentares que votaram contra mais de 50 mil profissionais da Educação se constata que o povo escolhe muito mal seus deputados. Assim como, são os vereadores no município que deveriam exigir o cumprimento da lei, ´são os deputados no estado. Infelizmente a "lepra " de alguns municípios se espalhou e chegou ao estado. Lamentável!

Por Madalena França

Oposição vê precedente perigoso em aprovação de aumento somente para professores iniciantes...

 



Por Juliana Albuquerque – repórter do Blog

A aprovação, há pouco, pelo plenário da Assembleia Legislativa de Pernambuco, por 30 votos favoráveis e 15 contra, do reajuste dos professores proposto pela governadora Raquel Lyra (PSDB), contemplando apenas seis mil profissionais, abriu um precedente perigoso, na visão da oposição. Tudo porque, na ausência de diálogo entre a categoria e o Governo, alguns deputados foram obrigados a cumprir essa mediação, o que não é papel da Alepe.

“Aqui, não tem vencido nem vencedores. O que vai para votação é a adequação do Piso Nacional do Magistério. Esperamos que em um novo momento venha um novo projeto de lei que contemple um aumento para todos os professores”, comentou o presidente da Alepe, deputado Álvaro Porto, já ciente de que o projeto de lei iria ser aprovado na forma como foi enviado pela governadora.

O temor da maioria absoluta dos parlamentares que votaram contra o PL 712 é que, ao aprovar um projeto de lei que é marcado pela clara falta de diálogo entre o Executivo e a categoria, possa ser um caminho sem volta.  “Nós estamos aqui em um parlamento, ou seja, um lugar para se falar. E aprovar um projeto desse sem discutir de maneira mais ampla, apesar de todo o esforço feito pelo presidente Álvaro Porto ao longo do seu trâmite, é algo muito perigoso. Afinal, não basta apenas o esforço, é preciso que toda e qualquer temática possa ser dialogada e discutida. É muito triste ver algo ser aprovado assim sem diálogo. Não queria que isso acontecesse com ninguém”, lamentou o deputado Gilmar Júnior (PV).

Para a deputada Dani Portela (PSol), o que se viu, hoje, na Alepe, foi a aprovação de um projeto que traz a marca da gestão Raquel Lyra. “Quando ela era prefeita de Caruaru sempre ouvíamos que ela não era aberta ao diálogo, pois para dialogar precisa que exista negociação, com reuniões e apresentação de propostas, o que não ocorreu com esse projeto de lei”, afirmou.

Segundo Alberto Feitosa (PL), o PL 712/2023 abre brecha para desagregar e desunir outras classes trabalhistas. “Imaginem se daqui a pouco a governadora chama os oficiais superiores da PM e diz que vai dar aumento apenas para eles e não para os cabos e soldados ou vice-versa, ou então que vai dar aumento só quem é da ativa e deixa os colegas?”, questionou.

“Reconheço o esforço que a Casa fez, mas há uma derrota muito séria na aprovação desse projeto, que é a derrota do processo de negociação, a derrota da política. É preciso sentar e tentar construir situações que contemplem, dentro do possível, a categoria no seu conjunto. Isso de negociar depois de ser votado, não existe. É um precedente muito ruim. Amanhã serão os enfermeiros, os médicos, policiais e vamos continuar endossando essa postura de não negociação da governadora?”, argumentou o deputado Waldemar Borges (PSB).

Informações Blog do Magno Martins

Presidente Lula anuncia 364 bilhões do plano safra...

 



Ao participar da cerimônia de anúncio do Plano Safra 2023/2024, no valor de R$ 364 bilhões, Lula disse estar certo de que, a cada ano, fará planos melhores que os anteriores. “É o primeiro Plano Safra do nosso governo. Não tenho medo de dizer que, todos os anos, a gente vai fazer planos melhores que no ano anterior. Estou convencido disso”, disse o presidente.
“Se enganam aqueles que pensam que o governo pensa ideologicamente quando vai tratar de um Plano Safra. Se enganam aqueles que pensam que o governo vai fazer mais ou menos porque tem problemas ou não com o agronegócio brasileiro. A cabeça de um governo responsável não age assim. A cabeça de um governo responsável não tem a pequenez de ficar insultando e insuflando o ódio entre as pessoas. Esse país só vai dar certo se todo mundo ganhar”, afirmou.
Em sua fala, Lula disse ainda que o país está deixando os interesses pessoais por interesses coletivos. “Aqui não tem nenhuma criança. Todo mundo aqui é adulto e sabe o que aconteceu nesse país. Esse país não tem aptidão para autoritarismo. Esse país não tem aptidão para voltar a ter ditadura”, destacou. “Quem quiser implantar ditadura vá para outro lugar. Neste país, a gente aprendeu a gostar de democracia. E democracia é a convivência na diversidade”, acrescentou.
“Aqui, ninguém é obrigado a gostar de ninguém. Nós somos obrigados a nos respeitar. Nós somos obrigados a nos tratar da forma mais civilizada”, afirmou.
Postado por Madalena França

A Falta de reajuste já afeta bastante a vida de professores de Orobó...

 



quem calça os sapatos sabem onde aperta os calos. Hoje em conversa com o Professor Tadeu Paulo, ele falou dos seus gastos com saúde. Há 4 anos em tratamento de um monstruoso atentado que sofreu, foi primeiro Deus depois os médicos da Rede Amil- Internacional quem o salvou. Sem eles talvez ele não estivesse mais vivos. Como podemos ver na imagem acima, seu plano de saúde sofreu aumento e passou a cobrar(dois mil, quatrocentos sessenta e dois reais e nove centavos), além de não ser apenas isso ele precisa de medicamentos e de se manter. Todos sabem que abril foi o mês de pagamento de Imposto de Renda, e lá se vão mais cerca de mil reais por 8 meses.

Quando vemos seus desabafos, nas redes sociais, algumas pessoas criticam o jeito forte de falar. Na verdade ele não diz nenhuma mentira. Ele cobra seus direitos, embora de forma contundente ele está certo . Pois ninguém gosta de pagar suas dividas corretamente e ver governantes desonestos ficando com o que lhe pertence por direito. Ele não pediu para ficar doente e como segurado, também tem direito ao Piso salarial do Magistério. 

Mas como ele, também tem o Professor José Euclides, vivendo com as duas pernas amputadas, vítima de diabetes crônica, precisando de pagar acompanhante, exames, medicamentos, e tantos outros professores que tinham apenas o antigo Magistério, recebendo por 150h aulas. Uma mixaria que se não tiver nenhuma outra fonte de renda, devem estar passando necessidades, visto que, por serem professores, não recebem nenhum auxilio do Governo Federal.

Enquanto isso, uma verdadeira associação criminosa se apossam do dinheiro de quem tem direito e até favorece pessoas que nunca trabalharam com educação na Folha do FUNDEB. Orobó virou a terra do roubo legalizado.

Era para se indignar todos aqueles que tem senso de Justiça. Infelizmente a comunidade educacional é  cumplice de tanta ilegalidade. Pois quem cala consente. Meu repúdio a todos aqueles que silenciam diante de tanta injustiça nessa administração arrogante, caótica e criminosa.

Por Madalena França


Estudo sobre os psicopatas estão me ajudando a entender situações que me deixam surpresa...

  


A maioria dos psicopatas não é assassino, podendo ser um colega de trabalho, amigo ou membro da família. Muitas características da psicopatia se sobrepõem as de sintomas de transtorno de personalidade antissocial.

Para identificar uma pessoa com psicopatia, os seguintes sinais devem ser observados:

  • charme — ter a capacidade de encantar as pessoas quando tem um objetivo e, como não é autêntico, o comportamento pode variar em momentos diferentes;
  • mentira — mentir constantemente e muitas vezes sem razão;
  • falta de remorso — não sentir nenhum remorso pelo comportamento negativo, mesmo sabendo que isso pode prejudicar outras pessoas;
  • falta de lealdade — desvalorizar e substituir os outros com facilidade, pois não costumam ter apego ou amor;
  • egocentrismo — querer que as pessoas fiquem em constante competição pela sua atenção, promovendo intrigas e manipulando todos em sua volta;
  • impulsividade — tomar decisões importantes de forma impulsiva, sem muita reflexão;
  • reações explosivas — demonstrar pouca paciência e, quando contrariados, reagir de forma explosiva.
  • Se isso lhe lembra traços de pessoas a quem você segue, se resguarde e fuja de pessoas assim.
  • Postado por Madalena França

Empresas brasileiras que são exportadoras pagam 124% mais que as demais empresas brasileiras

 

Um estudo divulgado, nesta segunda-feira, pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC) mostra que apenas 1% das empresas brasileiras vende para o exterior. Apesar do pequeno percentual, essas firmas são responsáveis por 15% dos empregos formais do país e pagam salários até 124% acima do que recebem os trabalhadores de empresas não exportadoras.



— Chamou a nossa atenção o fato de que a grande maioria (61%) dessas empresas realiza negócios na América Latina, o que reforça a importância da integração regional — disse a secretária de Comércio Exterior, Tatiana Prazeres.


Para ela, além das vantagens da proximidade geográfica e cultural, os produtos brasileiros encontram tarifas mais baixas na região, fruto de acordos comerciais. Pelo levantamento, as alíquotas impostas pelos parceiros comerciais do Brasil são consideradas um fator relevante para empresas exportadoras definirem o destino de suas mercadorias.



Segundo o levantamento, atendem ao mercado externo, hoje, cerca de 25 mil firmas. De 2018 a 2020, as exportações dessas empresas aumentaram 24% para a China, 211% para os Estados Unidos ee 16% para a União Europeia. Por outro lado, as vendas para o Mercosul tiveram um pequeno acréscimo de 2%.


Denominado "Perfil das Firmas Exportadoras Brasileiras - Um Panorama", o estudo revela que a maior parte das empresas exporta de maneira esporádica. Porém, entre as firmas que conseguem vender para outros países, a chance de seguir exportando após o primeiro ano de vendas externas é de aproximadamente 65%.



Ainda de acordo com o estudo, grande parte das empresas atuantes no comércio exterior se concentra no Sudeste e no Sul do país: 54% das firmas brasileiras que venderam ao exterior em 2020 estavam localizadas nos estados de São Paulo e do Rio Grande do Sul.


Por Agência O Globo Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Postado por Madalena França

Brincando de adivinhar..

Uma volta pelas redes Deu vontade de rimar Já tá chegando o folclore Pra brincar de adivinhar.    Vá descobrindo quem é Mas não precisa fala...